O maior défice do País não é financeiro, nem é democrático, talvez seja neuronal, mas é concerteza de senso comum
Segunda-feira, 27 de Março de 2006
Sabe-se lá porquê...

No Afeganistão, um pobre diabo que se lembrou de se converter ao cristianismo foi acusado e preparava-se para ser condenado à morte. Isto com fundamento na lei de um novo regime que ali foi instalado pelos que se afirmam bastiões do cristianismo e que, professando a doutrina do 'choque de civilizações, se ocupam de combater o fundamentalismo islâmico. Só se salvou 'in extremis' porque, perante o escândalo geral, lhe inventaram uma loucura, justificadora do crime e inibidora do castigo.

Uma das principais manobras da estratégia de combate ao fundamentalismo islâmico foi a ocupação militar do Afeganistão e a instalação do regime que lá está. Sim, daquele mesmo que queria condenar à morte o pobre diabo que se converteu ao cristianismo.

Eu gostava de saber porque diabo de razão é que os novos cruzados do ocidente instalaram ali um regime assim. E gostava sobretudo que me explicassem o que é que anda ali a fazer um contingente militar português que até já teve um morto e um ferido.



publicado por commonsense às 22:18
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De js a 29 de Março de 2006 às 10:17
...não me digas que és dos que acreditavam que se tinha invadido o Iraque e o Afeganistão para instalar lá democracisas e eliminar a violência...
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt e http://mprcoios.blogs.sapo.pt


De commonsense a 3 de Abril de 2006 às 18:48
Cada um acredita no que quer ou naquilo em que o convencem. Pessoalmente acho que houve uma constelação de motivações, desde a simples desforço, até uma indisfarçável analogia com a expansão romana após as guerras púnicas (o Departamento de Estado costuma equiparar os USA a Roma, Europa à Grécia e a Rússia à antiga Pérsia). Mas a minha pergunta não era essa, mas antes: o que é que lá está a fazer o contingente português? E, já agora, se lá vei continuar depois de os americanos sairem?


Comentar post

blogs SAPO
mais sobre mim
visitas
subscrever feeds
links
pesquisar
 
posts recentes

de volta para o Blogger

o bastonário

broken windows

inocência

o bastonário

o regular funcionamento d...

Sócrates tem mesmo de ser...

bloco central revisited

o bairro da bela vista

um só Deus para tanta gen...

isto é uma vergonha (8) a...

SAP - sociedades anónimas...

a Chrysler faliu

viragem de rumo na Islând...

o Diário de Notícias e o ...

europeias 4 - o debate na...

the fool on the hill

europeias 3

combustíveis, concorrênci...

Vincent van Gogh

cego, surdo e mudo

sem eira nem beira

europeias 2

nem às paredes confesso.....

isto é uma vergonha (7) a...

candura

a sida, o comportamento s...

o bastoneiro da desordem

isto é uma vergonha (6) o...

Jennifer Junniper (Donova...

a saga do provedor

pinho & lino

o relatório Larosière

é preciso não perceber na...

madoff

consciência da impunidade

Portugal novo

já não era sem tempo

ó patego olh'ó balão

a cimeira europeia

tu quoque

isto é uma vergonha (5) "...

lá e cá, a Máfia

anomia

supervizinha

isto é uma vergonha (4) V...

invasão dos bárbaros

accionistas masoquistas

yes we can!

isto é uma vergonha (3) F...

arquivos

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Agosto 2005

Junho 2005

Maio 2005

tags

aborto baby-killers

american soft power

baby killers

baby killers 4

berlusconi

burocracia

casa pia

crianças

crianças; casa pia

crise

cultura

dinheiro

economia

esperança; política; desporto

ética

europa

freeport

fumar

guerra

islão

justiça

kosovo

natal

negócios

nuclear

ota

país

paz

pinho&lino

política

ps

psd

religião

renditions

saúde

sida

sixties

sociedade

socretinos

tabaco

universidade

todas as tags

subscrever feeds