O maior défice do País não é financeiro, nem é democrático, talvez seja neuronal, mas é concerteza de senso comum
Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2009
isto é uma vergonha (4) Vale da Rosa

À mulher de César não basta que seja séria, tem também de parecer séria.

Este é o problema de Sócrates. Não chega invocar a presunção legal de inocência, bramar contra campanhas negras, mostrar-se ofendido. Sócrates tem de parecer sério!

Ora, sucede que cada vez mais Sócrates não parece sério e essa é uma Questão de Estado que deve preocupar todos os cidadãos.

As sombras adensam-se. Também no caso dos contentores na frente ribeirinha, o Governo de Sócrates "produziu" um Decreto-Lei que prorrogou a concessão da Liscont sem concurso público, o que não parece sério.

Agora foi denunciado pela Quercus outra aprovação miraculosamente rápida de mais um projecto imobiliário na área de Setúbal, o caso Vale da Rosa, o que também não parece sério.

A compra da casa de Sócrates também é difícil de parecer séria, assim como as trapalhadas com os seus familiares.

O problema de Sócrates é esse: mesmo que seja sério (o que sempre se tem de admitir), ele não parece sério.

Sócrates não pode esquecer que em política (e não só) o que parece, é. E isto parece muito pouco sério. 



publicado por commonsense às 22:57
link do post | comentar | favorito
|

6 comentários:
De Zé dos Anzois a 13 de Fevereiro de 2009 às 21:46
A TVI hoje dedicou 35 minutos a trapalhadas todas com um máximo divisor comum que passo a citar:
Moradias da Guarda
Aterro da Cova da Beira
Universidade Independente
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

A TVI hoje dedicou 35 minutos a trapalhadas todas com um máximo divisor comum que passo a citar: <BR>Moradias da Guarda <BR>Aterro da Cova da Beira <BR>Universidade Independente <BR class=incorrect <a name="incorrect">Freeport</A> </A><BR>Projecto imobiliário de Setúbal <BR>Será que com tanta matéria prima a Justiça não consegue levar até ao fim um mísero processo? <BR>Preocupa-me muito a situação da Justiça portuguesa. <BR>


De commonsense a 13 de Fevereiro de 2009 às 21:52
A justiça portuguesa também não está a sair bem neste caso. Dizem que não há indícios. Mas basta que o suspeito negue e proteste a inocência para que sejam afastados os indícios?


De Fanicos a 14 de Fevereiro de 2009 às 23:51
Não há indícios? Bem, para mim que não percebo nada de Direito, os indícios são claríssimos. Socrates está metido em todas essas ilegalidades. Ele, o tio, a prima, a afilhada. É uma quadrilha.
O problema é que não é só ele. Há muitos mais, e são são só do partido dele.
Alguém duvida que ele mentiu nas habilitações literárias? Que obteve um diploma através de fraude? Que assinou ilegalmente projectos que não eram dele? Pelo menos esses, ao que parece, estão mais que provados.
Quanto ao resto, só não será provada a sua culpa, se a Justiça também for uma ladroeira.
O Expresso de hoje até fala da Maçonaria (o Reis). Não me admirava nada.


De commonsense a 14 de Fevereiro de 2009 às 23:54
Fanicos: Também me parece que os índícios são tantos e tão fortes que me espanta como é que o Procurador-Geral não os vê.

Como tenho dito: isto é uma vergonha!


De Fanicos a 15 de Fevereiro de 2009 às 00:34
A mim já nada me espanta. Às tantas o Procurador Geral também está metido na coisa.


De padeiradealjubarrota a 17 de Fevereiro de 2009 às 01:14
Não há maior cego do que os que não querem ver: os portugueses.


Comentar post

blogs SAPO
mais sobre mim
visitas
subscrever feeds
links
pesquisar
 
posts recentes

de volta para o Blogger

o bastonário

broken windows

inocência

o bastonário

o regular funcionamento d...

Sócrates tem mesmo de ser...

bloco central revisited

o bairro da bela vista

um só Deus para tanta gen...

isto é uma vergonha (8) a...

SAP - sociedades anónimas...

a Chrysler faliu

viragem de rumo na Islând...

o Diário de Notícias e o ...

europeias 4 - o debate na...

the fool on the hill

europeias 3

combustíveis, concorrênci...

Vincent van Gogh

cego, surdo e mudo

sem eira nem beira

europeias 2

nem às paredes confesso.....

isto é uma vergonha (7) a...

candura

a sida, o comportamento s...

o bastoneiro da desordem

isto é uma vergonha (6) o...

Jennifer Junniper (Donova...

a saga do provedor

pinho & lino

o relatório Larosière

é preciso não perceber na...

madoff

consciência da impunidade

Portugal novo

já não era sem tempo

ó patego olh'ó balão

a cimeira europeia

tu quoque

isto é uma vergonha (5) "...

lá e cá, a Máfia

anomia

supervizinha

isto é uma vergonha (4) V...

invasão dos bárbaros

accionistas masoquistas

yes we can!

isto é uma vergonha (3) F...

arquivos

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Agosto 2005

Junho 2005

Maio 2005

tags

aborto baby-killers

american soft power

baby killers

baby killers 4

berlusconi

burocracia

casa pia

crianças

crianças; casa pia

crise

cultura

dinheiro

economia

esperança; política; desporto

ética

europa

freeport

fumar

guerra

islão

justiça

kosovo

natal

negócios

nuclear

ota

país

paz

pinho&lino

política

ps

psd

religião

renditions

saúde

sida

sixties

sociedade

socretinos

tabaco

universidade

todas as tags

subscrever feeds