O maior défice do País não é financeiro, nem é democrático, talvez seja neuronal, mas é concerteza de senso comum
Sexta-feira, 29 de Junho de 2007
serial killers
Agora, depois da senhora da DREN e do próprio Sócrates, é Correia de Campos, Ministro da Saúde que usa de violência persecutória e abusa do seu poder.
 
A última vítima foi a Directora do Centro de Saúde de Vieira do Minho. Tanto quanto se sabe, um médico do Centro tinha afixado num placard uma fotocópia de um pedaço do Jornal de Notícias onde o Ministro da Saúde afirmava que nunca tinha ido a um Serviço de Atendimento Permanente (SAP) e não pretendia ir.
 
Numa sociedade democrática e civicamente adulta, este facto é sobremaneira relevante para os utentes daquele mesmo Centro de Saúde e até para todos os portugueses. Afinal o Ministro poupa dinheiro destruindo o Sistema Nacional de Saúdea mas, para si próprio, recorre a outras soluções. É obviamente importante que seja sabido e, por isso, o Jornal de Notícias o publicou e não foi processado. E se fosse processado seria absolvido, porque estava a cumprir o dever de informar e é de interesse público saber que o próprio Ministro da Saúde não confia no Sistema Nacional de Saúde para tratar da sua própria saúde.
 
Porém, se não processou o Jornal – o que seria politicamente incorrecto – não resistiu a atacar a Directora do Centro de Saúde. E, assim, proferiu um despacho – publicado no DR com data de 5 de Janeiro de 2007 – em que afastou a Directora daquele Centro de Saúde dizendo que ela não reunia «as condições para garantir a observação das orientações superiormente fixadas para a prossecução e implementação das políticas desenvolvidas» pelo Ministério.
 
Este despacho é manifestamente ilegal, porquanto a referida Directora, segundo noticia a imprensa, promoveu a remoção do dito pedaço de jornal e admoestou o medido que o havia ali colocado. A fazê-lo, a Directora cumpriu exacta a escrupulosamente o seu dever funcional.
 
Mas o Ministro Correia de Campos usou da prepotência e da violência, abusou do seu poder – que lhe foi emprestado por nós – como um «vilão com o pau na mão» e pôs a Directora na rua.
O mais indecoroso é que, no lugar da Directora colocou - quem havia de ser? - um socialista da vereação da Câmara local. Há sempre um socialista à mão...
 
Com isto ficamos a saber que dentro dos edifícios públicos, além de ser proibido fumar, é também proibido dizer mal do Governo ou desagradar aos governantes.
Este Governo ataca como um serial killer. Agora foi a vez de Maria Celeste Cardoso, da próxima será um de nós.

tags:

publicado por commonsense às 23:36
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De sei lá, um qualquer a 30 de Junho de 2007 às 13:16
Post redundante, desculpe lá a franqueza. Ou tinha o título que tem e o conteúdo escrito (claro que concordo) ou então punha a só fotografia e dava-lhe o título - FOI ESTE - (ficava tudo dito na mesma).

Bom dia e continue porque dá sempre gozo cada vez que se vem aqui e se encontra um post novo.


De fanicos a 30 de Junho de 2007 às 16:56
Faltou dizer que que ambos os casos foram denunciados por um bufo.
Numa altura em que há tanto desemprego, talvez a "bufaria" estejas entre as "Novas Oportunidades"


De touaqui42 a 3 de Julho de 2007 às 00:25
Ora como se lê as novidades correm celebres e não é que a POLITICA tomou de assalto na questão dos BUFOS andarem por ai fazendo de conta que são amigos dos amigos e afinal não passam de amigos da ONÇA.
É do carago mesmo.
O SENHOR CAMPOS está mesmo convencido que é um grande SENHOR e grande POLITICO.
Quando na realidade nem sabe sequer dar uma injecção.
Ao que parece tem jeito é para atender a BUFARIA dos prazeres dos seus acólitos que começaram a mostrar as unhas na questão de QUEM NÃO È A FAVOR DO GOVERNO/PS É CONTRA e é FAVOR DE DAR Á SOLA.ou é SANEÁDA.
E lá vou eu beber mais um copinho já que não existe pataniscas.


Comentar post

blogs SAPO
mais sobre mim
visitas
subscrever feeds
links
pesquisar
 
posts recentes

de volta para o Blogger

o bastonário

broken windows

inocência

o bastonário

o regular funcionamento d...

Sócrates tem mesmo de ser...

bloco central revisited

o bairro da bela vista

um só Deus para tanta gen...

isto é uma vergonha (8) a...

SAP - sociedades anónimas...

a Chrysler faliu

viragem de rumo na Islând...

o Diário de Notícias e o ...

europeias 4 - o debate na...

the fool on the hill

europeias 3

combustíveis, concorrênci...

Vincent van Gogh

cego, surdo e mudo

sem eira nem beira

europeias 2

nem às paredes confesso.....

isto é uma vergonha (7) a...

candura

a sida, o comportamento s...

o bastoneiro da desordem

isto é uma vergonha (6) o...

Jennifer Junniper (Donova...

a saga do provedor

pinho & lino

o relatório Larosière

é preciso não perceber na...

madoff

consciência da impunidade

Portugal novo

já não era sem tempo

ó patego olh'ó balão

a cimeira europeia

tu quoque

isto é uma vergonha (5) "...

lá e cá, a Máfia

anomia

supervizinha

isto é uma vergonha (4) V...

invasão dos bárbaros

accionistas masoquistas

yes we can!

isto é uma vergonha (3) F...

arquivos

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Agosto 2005

Junho 2005

Maio 2005

tags

aborto baby-killers

american soft power

baby killers

baby killers 4

berlusconi

burocracia

casa pia

crianças

crianças; casa pia

crise

cultura

dinheiro

economia

esperança; política; desporto

ética

europa

freeport

fumar

guerra

islão

justiça

kosovo

natal

negócios

nuclear

ota

país

paz

pinho&lino

política

ps

psd

religião

renditions

saúde

sida

sixties

sociedade

socretinos

tabaco

universidade

todas as tags

subscrever feeds