O maior défice do País não é financeiro, nem é democrático, talvez seja neuronal, mas é concerteza de senso comum
Quinta-feira, 9 de Novembro de 2006
exit rumsfeld

Sai um .. ficam os outros.

É uma saída cómoda, cínica, oportunista. Não vai ser ele a perder a guerra: vão ser os outros.

Os outros o que farão? Nem eles sabem o que vão fazer.

Querem sair dali, sem perder a face, mas vão perder muito mais do que isso.

Entretanto , mata-se muito ... morre-se muito ...

Nonsense ... nonsense ... nonsense ...



publicado por commonsense às 22:09
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Terça-feira, 7 de Novembro de 2006
Sem gaguejar...

Hoje, na abertura solene do ano académico, na Aula Magna da Universidade de Lisboa, o Magnífico Reitor, perante toda a Academia, os representantes do governo, do corpo diplomático, da sociedade civil, etc., milhares de pessoas, disse que, pela primeira vez desde a fundação da Universidade de Lisboa, esta vai sofrer um corte orçamental de entre 15% e 16%.

Desmentiu expressa e veementemente a afirmação do primeiro ministro, propagandeada por todo o lado, de que a ciência beneficiava de um aumento de verba orçamental de 60% e acusou o ministro Mariano Gago de estrangular económica e financeiramente a Universidade.

Foram palavras graves, pesadas e claras.

A Universidade, que já mal conseguia funcionar decentemente com o pouco que tinha, vai mesmo entrar em colapso funcional.

Mariano Gago vai ter de responder ... sem gaguejar...



publicado por commonsense às 22:03
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Domingo, 5 de Novembro de 2006
That american hanging mood
Sadam was not a decent law abiding citizen. He was a dreadful dictator, ruthless enemy of democracy, human rights, and more or less everything that should and is not respected worldwide. He was surely a criminal.

He was installed in power by the USA, some years ago, to start a war against Iran and to counter the Islamic fundamentalism. Most of his crimes agains the humanity were made during the time of american support, and with the american knowledge and consent. Just like other tyrants around the world (Noriega, Pinochet were other examples). Also Bin Laden and his organization were nursed by the CIA to fight the Russians in Afghanistan.

Now, he was condemned to be hang, by an American–lead court, for the killing of some less than two hundred people. Is this genocide? probably yes.

Of course, he should be condemned, but to prison – long prison – and not to death. Death penalty is an uncivilized and inadmissible practice, unaccepted by all civilized countries.

I expected this, anyway.

But that makes me wonder what would be the condemnation of President Bush, and his team, for the thousands of civilian killings, the unnumbered cases of torture, and the concentration camps like Guantanamo.


publicado por commonsense às 21:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sábado, 4 de Novembro de 2006
E agora? a eutanásia?
Há hoje três questões que estão no centro do palco político:
  • o encerramento das maternidades
  • a liberalização do aborto
  • a falência do sistema de pensões.
 
Estão ligados uns aos outros, num vértice comum: a baixa de natalidade e o envelhecimento da população.
 
O fecho das maternidades dificulta os nascimentos, a liberalizações do aborto impede-os. Isto causa a baixa da natalidade e o envelhecimento da população. O que, por sua vez, leva à falência a segurança social.
 
É de recear que o governo tire da cartola, uma solução: a eutanásia ! Se matarem os velhos, salvam-se as pensões.
 
Seria bem mais inteligente:
  • apoiar a natalidade com subsídios e regimes especiais de protecção
  • não estimular o aborto e melhorar o sistema de acolhimento e adopção de bébés rejeitados
  • obtendo, assim, a médio prazo o reequilíbrio demográfico do País.
Não é preciso ser um génio para compreender isto: it’s pure commonsense


publicado por commonsense às 08:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quinta-feira, 2 de Novembro de 2006
Chove ...

Chove, chove, chove.

É a coisa que mais falta faz: a água. É por falta dela que se fazem guerras, que se sofrem fomes.

É uma consequência do aquecimento global, que derrete toneladas de gelo retidos nos pólos. A água assim liberta evapora e chove, chove, chove.

Bendita seja a água.



publicado por commonsense às 22:19
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

blogs SAPO
mais sobre mim
visitas
subscrever feeds
links
pesquisar
 
posts recentes

de volta para o Blogger

o bastonário

broken windows

inocência

o bastonário

o regular funcionamento d...

Sócrates tem mesmo de ser...

bloco central revisited

o bairro da bela vista

um só Deus para tanta gen...

isto é uma vergonha (8) a...

SAP - sociedades anónimas...

a Chrysler faliu

viragem de rumo na Islând...

o Diário de Notícias e o ...

europeias 4 - o debate na...

the fool on the hill

europeias 3

combustíveis, concorrênci...

Vincent van Gogh

cego, surdo e mudo

sem eira nem beira

europeias 2

nem às paredes confesso.....

isto é uma vergonha (7) a...

candura

a sida, o comportamento s...

o bastoneiro da desordem

isto é uma vergonha (6) o...

Jennifer Junniper (Donova...

a saga do provedor

pinho & lino

o relatório Larosière

é preciso não perceber na...

madoff

consciência da impunidade

Portugal novo

já não era sem tempo

ó patego olh'ó balão

a cimeira europeia

tu quoque

isto é uma vergonha (5) "...

lá e cá, a Máfia

anomia

supervizinha

isto é uma vergonha (4) V...

invasão dos bárbaros

accionistas masoquistas

yes we can!

isto é uma vergonha (3) F...

arquivos

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Agosto 2005

Junho 2005

Maio 2005

tags

aborto baby-killers

american soft power

baby killers

baby killers 4

berlusconi

burocracia

casa pia

crianças

crianças; casa pia

crise

cultura

dinheiro

economia

esperança; política; desporto

ética

europa

freeport

fumar

guerra

islão

justiça

kosovo

natal

negócios

nuclear

ota

país

paz

pinho&lino

política

ps

psd

religião

renditions

saúde

sida

sixties

sociedade

socretinos

tabaco

universidade

todas as tags

subscrever feeds